Taubaté confirma mais oito mortes e 163 novos casos de Covid-19

Número de registros positivos da doença na cidade chegou a 25.174, dos quais em 397 os pacientes morreram; com 188 pacientes internados hoje, taxa de ocupação de leitos de UTI no município é de 98%, e de enfermaria é de 100%

Taubaté confirmou terça-feira (6) mais oito mortes e 163 novos casos de coronavírus no município. Com isso, o número de registros positivos da doença na cidade chegou a 25.174, dos quais em 397 os pacientes morreram.

As novas vítimas são: uma idosa de 83 anos, da Chácara do Visconde, portadora de doenças cardíacas crônicas; uma idosa de 75 anos, do São Gonçalo, portadora de doenças cardíacas crônicas e diabetes; uma idosa de 66 anos, do Jardim Eulalia, portadora de doenças cardíacas crônicas; um idoso de 70 anos, da Estiva, com histórico de tabagismo e alcoolismo; uma idosa de 60 anos, do Cecap, que sofria com insuficiência respiratória aguda; uma idosa de 70 anos, do Jardim das Nações, portadora de vasculite e obesidade; um homem de 53 anos, do Parque Tabaete, sem registro de comorbidades; e uma idosa de 61 anos, do Jardim Sandra Maria, com obesidade.

A cidade ainda investiga 532 casos (ontem eram 565) e 11 mortes suspeitas da doença (ontem eram 15).

LEITOS.

Taubaté soma 188 pacientes internados hoje (ontem eram 190), entre casos suspeitos e confirmados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) se manteve em 98%, e a de enfermaria continua em 100%.

UTI PEDIÁTRICA.

Nessa terça-feira, a Secretaria de Saúde criou preventivamente cinco leitos de UTI pediátrica para Covid-19 no Hospital Municipal Universitário.

A medida foi tomada após a Vigilância Epidemiológica registrar, desde o início do ano, aumento de casos entre a faixa etária de 0 a 9 anos. Foram 54 casos em janeiro, 125 em fevereiro e 135 em março. Em cinco desses casos foi preciso internar os pacientes.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.