Mestre Zé da Viola morre aos 82 anos em São José

Figura renomada no meio musical da cultura popular, José Soares da Silva, mais conhecido como Zé da Viola, faleceu nessa sexta-feira (26), aos 82 anos em São José dos Campos.

Zé da Viola cresceu vendo e ouvindo a cantoria de grupos de Folias de Reis, Catiras e Danças de São Gonçalo, grupos dos quais seu pai, que era pescador, sempre participou. Autodidata, aos 8 anos já tocava viola e aos 14 formou dupla com o irmão Edgar.

Em sua trajetória, foi um importante representante da cultura popular e ajudou a fortalecer o patrimônio imaterial da região. Participou dos principais momentos que marcaram essa cultura regional, tanto pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo, onde também era monitor de viola, como no Museu do Folclore.

Na Folia de Reis, inclusive, as duas últimas vezes que marcou presença foi em 26 de janeiro de 2020, conduzindo sua Folia de Reis, durante a 23ª Chegada das Bandeiras; e no dia 10 de novembro de 2019, em mais uma edição do Museu Vivo, programa do qual participou em várias oportunidades. Em todas elas esteve acompanhado de amigos e alunos.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.