Nossa Região

Agronegócio cresce no país mesmo em meio à pandemia da Covid-19

Empresa de São José dos Campos investe em tecnologia e já monitora mais de 22 mil fazendas usando satélites

@Da redação
31/08/2020 às 14:07.
Atualizado em 24/07/2021 às 15:00
Agronegócio no Brasil (Divulgação)

Agronegócio no Brasil (Divulgação)

Em ritmo acelerado de expansão, o agronegócio passa longe dos impactos negativos que o novo coronavírus vem causando em diversas áreas da economia.

Na contramão da exponencial curva de desemprego no Brasil, o setor fechou o primeiro semestre gerando quase 63 mil novos empregos. Apenas em julho foram mais de 23 mil novas vagas formais, segundo o Ministério da Economia.

E as projeções para o futuro são otimistas. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento estima que a produção de grãos deve aumentar em 27% nos próximos 10 anos, chegando a 318 milhões de toneladas em 2030.

De acordo com projeção estatística fornecida pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a safra 2020/21 pode chegar a 278,7 milhões de toneladas de grãos, considerando as perspectivas para a soja, milho, arroz, feijão e trigo, o que representaria um aumento de 8% no volume ante a estimativa para a safra 2019/20.

O principal motivo dos números positivos no setor é o investimento. O Plano Safra 2020/2021 foi de quase R$237 bilhões, o maior montante já ofertado e 6,1% a mais do que no período anterior. Parte dos fundos será destinada a investimentos.

O uso de tecnologias, mais comuns no processo de produção, agora tem avançado para a base da cadeia, garantindo mais segurança a bancos, agroindústrias, cooperativas e até os produtores rurais.

Atualmente, por exemplo, é possível fazer o monitoramento das lavouras por meio de satélites, e o recurso tem conquistado a confiança dos investidores.

A solução atende desde os produtores rurais --que passam a ter dados mais precisos de suas produções e assim ganham poder de negociação de crédito-- como para os demais envolvidos nas operações financeiras.

A TerraMagna, uma Agfintech de São José dos Campos com foco nesse tipo de solução, já monitora semanalmente mais de 22 mil fazendas.

“A tecnologia permite obter informações atualizadas e precisas, fornecendo uma visão geral sobre as etapas do processo agrícola, trazendo assim mais segurança à concessão de crédito”, disse Bernardo Fabiani, CEO da TerraMagna e especialista em concessão de crédito para o agronegócio.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por