Parque Tecnológico de Taubaté completa quatro anos, mas nunca teve nenhuma atividade

Inaugurado oficialmente em junho de 2016, espaço consiste em área tomada por mato e sem atividades

O Parque Tecnológico de Taubaté completa nesse domingo quatro anos de existência. Mas, embora tenha sido inaugurado oficialmente no dia 28 de junho de 2016, o espaço permanece em uma situação bem diferente da que se esperava.

Em vez de manter centenas de empresas, com geração de empregos e inovação, a área de 731.000 m² no Distrito Industrial do Una não foi palco de nenhuma atividade nos últimos 48 meses.

E o pior: o governo Ortiz Junior (PSDB) não tem nenhuma previsão de quando esse espaço, que hoje consiste em uma área tomada por mato e sem nenhuma construção, receberá qualquer atividade.

Entre 2014 e 2016, o espaço recebeu obras de terraplenagem, pórtico, infraestrutura, placas de sinalização e identificação. O investimento foi de R$ 3,98 milhões, sendo R$ 300 mil da Prefeitura e o restante de empresas, como contrapartida por doações de área.

Desde 2016, nada andou. O restante das obras de infraestrutura no local, previstas para as fases dois e três, não tem sequer projeto executivo elaborado. Sem isso, a Prefeitura não sabe, por exemplo, quanto precisará investir no espaço. Dividida em 472 lotes, a área não tem nem estrutura de água e esgoto.

O governo Ortiz culpa a crise financeira de 2014 e o atual cenário econômico mundial pelo fracasso do projeto.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.