'Não há evidências que justifiquem o uso da cloroquina na Covid-19', diz boletim

REMÉDIO. O boletim da Unicam concluiu que não há evidências que justifiquem o uso da cloroquina ou da hidroxicloroquina para a profilaxia ou para o tratamento da Covid-19.

Para tanto, os cientistas apontam um novo estudo realizado em hospitais do Serviço Nacional de Saúde Britânico.

"Esses medicamentos não teriam sido usados se não fosse sua associação com posições políticas vinculadas a uma agenda que confronta as recomendações de cientistas e organismos internacionais. Essa agenda se difunde apoiada pela confusão causada pela pandemia de desinformações", dizem.

No Vale, o prefeito de Guaratinguetá, Marcus Soliva, disse estar segundo em indicar a cloroquina para pacientes no estágio inicial da doença mesmo sem embasamento científico..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.