Guará anuncia uso da cloroquina no tratamento contra a Covid-19

Prefeito Marcus Soliva destaca que irá apresentar na segunda-feira (18) os dados que basearam decisão para a aplicação

Caíque Toledo @CaiqueToledo | @jornalovale

A Prefeitura de Guaratinguetá irá utilizar hidroxocloroquina para tratar pacientes ainda na primeira fase de infecção do novo coronavírus.

O protocolo foi anunciado nesta sexta-feira pelo prefeito Marcus Soliva (PSB), e, o município afirma que a decisão foi tomada com base em estudos que apontam a eficiência da hidroxicloroquina, da azitromicina e do sulfato de zinco.

O anúncio é feito em meio à contestações científicas em torno do medicamento, já que sua eficácia não é comprovada a pacientes pelos principais órgãos mundiais de saúde. A decisão dividiu opiniões de moradores nas redes sociais do prefeito, e o governo anunciou que irá apresentar na segunda-feira (18) os estudos usados como base.

Soliva destacou que as pesquisas usadas pela prefeitura mostram que o polêmico medicamento teria eficácia desde que utilizado logo nos primeiros dias do vírus no corpo. "Estudos demonstram que a eficácia é aplicar entre o segundo e quarto dia de contaminação, nessa fase inicial. A partir daí começa a ficar mais complicado...", disse. "Tem a fase exata para ser aplicada. Por isso estamos estabelecendo protocolos, baseados em estudos, até do HCor (Hospital do Coração), que falam sobre o perfil de segurança, que constata que não teve casos de morte", destaca o prefeito.

Em entrevista a OVALE, Soliva disse que a medida pode salvar vidas. Guaratinguetá será a primeira cidade da região a adotar o medicamento no combate ao coronavírus.

"Sou a favor do isolamento mas também temos que defender uma forma de tratar o paciente, não simplesmente falar para ele ficar em casa e morrer em casa... Não é assim, temos que ter meios de poder oferecer para a população uma possibilidade de tratamento e salvação", destacou. Até sexta-feira (15), Guará tinha 26 casos positivos da doença..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.