Hospital de campanha começa a atender em maio em Jacareí

Unidade em preparação na região oeste deve contar com 40 leitos intermediários para pacientes com o novo coronavírus; casos mais graves da doença são atendidos em UTIs instaladas na UPA Dr. Thelmo

Da redação @jornalovale | @jornalovale

Braço emergencial para o atendimento de pacientes vítimas do novo coronavírus, o hospital de campanha em preparação na região oeste deve ter início de funcionamento até a primeira quinzena de maio, em Jacareí.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a unidade provisória da rede deve ser formada por 40 leitos considerados intermediários, ou seja, aqueles não adaptados como UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Inicialmente, a previsão era a de que fossem instalados 60 leitos no local. Segundo a prefeitura, a redução ocorre devido à estrutura apresentada pelo espaço.

Os casos mais graves da doença já podem ser atendidos por meio de 30 leitos de UTI instalados na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Dr. Thelmo Cruz, porta de entrada exclusiva para casos da doença. Segundo o prefeito, o local era o único com possibilidade de adaptação em curto prazo. Antes da pandemia, a cidade contava, no total, com 28 leitos de terapia intensiva disponíveis por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), na Santa Casa de Misericórdia e no Hospital São Francisco de Assis.

"Ele [o hospital de campanha] vai internar pacientes que a UPA perceba que não precisa de UTI, mas que precisa de um atendimento hospitalar", explicou, em vídeo, a secretária municipal de saúde, Rosana Gravena.

A adaptação do hospital de campanha, que fica no Jardim Flórida, teve início ainda no final do mês de março. A princípio, a previsão da prefeitura era a de que a liberação do funcionamento no local ocorresse durante a primeira quinzena de abril. O município não informou quais foram as pendências que impediram que a abertura se desse dentro do período que havia sido estimado.

MÉDICOS.

Até o dia 23 de abril, o município havia recebido 13 dos 14 profissionais previstos pelo programa federal 'Mais Médicos'. Segundo o município, agora é esperada a próxima chamada, que deve ser em 30 de abril, para que seja recebido o médico que falta. Mesmo assim, o número ainda não deve ser o ideal.

"Cabe considerar que mesmo com a entrada dos 14 médicos, ainda temos a necessidade de mais dois médicos para que as 45 equipes de Saúde da Família existentes no município sejam habilitadas. Hoje habilitando as equipes temos: uma servidora própria, 42 médicos do programa Mais Médicos e dois Médicos Credenciados", informou a Secretaria de Saúde, em nota..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 13 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.