Com 84 suspeitos, Taubaté quer reduzir a circulação de pessoas

Cidade do Vale com o maior número de casos suspeitos de coronavírus, Taubaté publica decreto em que orienta para fechamento de estabelecimentos e proibição de eventos

Caíque [email protected] | @caiquetoledo

Com 84 casos suspeitos e um confirmado de coronavírus, Taubaté vai ampliar as medidas para reduzir a circulação de pessoas no município.

Um novo decreto editado nesta quinta-feira pelo prefeito Ortiz Junior (PSDB), com prazo de validade de 15 dias, determina que os estabelecimentos comerciais da cidade proíbam acesso de pessoas ao seu interior, para evitar aglomeração.

A suspensão não afeta estabelecimentos de necessidades essenciais, como farmácias, mercados, açougues, quitandas, padarias, lojas de conveniência, lojas de alimentos para animais, distribuidores de gás. As funerárias continuam em atividade, mas os velórios devem estar limitados a 10 pessoas e não devem acontecer ao mesmo tempo.

Além disso, todos esses estabelecimentos são obrigados a intensificar ações de limpeza, disponibilizar álcool em gel aos clientes, divulgar informações e medidas de prevenção sobre a doença e, em casos específicos, manter um espaçamento de dois metros entre mesas. Estão autorizados serviços online e serviços de entrega de mercadorias.

A prefeitura também suspendeu o funcionamento de casas noturnas e cultos religiosos e missas em igrejas. As medidas também valem para os camelódromos da cidade..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.