Vale do Paraíba tem 374 mil idosos, afirma Seade

Pessoas com mais de 60 anos são 15% da população da região e estão no grupo de risco para a disseminação do coronavírus

Xandu Alves @xandualves10 | @xandualves10

O Vale do Paraíba tem 374,4 mil pessoas com mais de 60 anos entre a população. Elas representam 15% do total de moradores da região, que tem 2,48 milhões de habitantes, segundo dados da Fundação Seade.

A parcela de pessoas com mais de 60 anos foi incluída no principal grupo de risco para o novo coronavírus.

Ao lado deles, também entram as pessoas com doenças crônicas, com imunidade baixa e em tratamento de câncer, de qualquer idade.

O número de idosos revela o tamanho do desafio que a região enfrenta para conseguir frear a disseminação do novo coronavírus entre as pessoas com mais de 60 anos.

Elas estão entre as que mais adoecem gravemente pela Covid-19 e precisam de leitos de internação, incluindo os de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), que são em menor número.

A morbidade por Covid-19 também é muito maior entre as pessoas com mais de 60 anos, especialmente às que trazem doenças associadas, como diabetes, hipertensão e cardiopatias.

De acordo com informações da Fundação Seade, a região contava com 4.501 leitos de internação no ano passado, número que aumentou nas últimas semanas em razão da ampliação de leitos em cidades para enfrentar o coronavírus.

SAÚDE.

Quanto ao total de leitos do SUS (Sistema Único de Saúde), que atende a maior parte da população, a região tinha 2.567 em 2019, de acordo com o Seade. O número também vai aumentar com a ampliação de leitos de UTI para dar conta da pandemia da Covid-19.

O infectologista David Uip, afastado da coordenação do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo após testar positivo para a doença, disse que a decisão de suspender as aulas em São Paulo, por exemplo, objetivou proteger os pequenos e principalmente os mais velhos.

"A recomendação é que essas crianças não fiquem com pessoas mais velhas, como os avós, para protegê-las. Os idosos são os que mais precisam ser protegidos", disse Uip.

Segundo o secretário de Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, o governo pode ampliar as medidas de restrição de idosos em caso de necessidade..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.