Anvisa aprova regulamento para uso medicinal de Cannabis

A Anvisa aprovou nesta terça-feira (3) o novo regulamento que permite o uso medicinal de produtos derivados de Cannabis. O texto, com validade de três anos, elenca os requisitos necessários e parâmetros de qualidade para a venda nas farmácias do país.

De acordo com a Anvisa, o desafio para regulamentar o tema foi o de encontrar uma forma para garantir o acesso, pela via da assistência farmacêutica, assegurando um mínimo de garantia para os usuários dos produtos, seja no sentido de eficácia e segurança. A norma deve entrar em vigor nos próximos 90 dias.

O novo marco regulatório cria uma nova classe de produtos sujeito à vigilância sanitária: os produtos à base de Cannabis, termo que vem sendo utilizado internacionalmente com autorizações emanadas de diferentes autoridades sanitárias do mundo. Desta forma, os produtos ainda não serão classificados como medicamentos.

O regulamento exige que as empresas fabricantes tenham o CBPF (Certificado de Boas Práticas de Fabricação), emitido pela Avisa, autorização especial para a distribuição, documentação técnica com a qualidade dos produtos, condições para realizar análises de controle de qualidade e conhecimento da concentração dos principais canabinoides presentes na fórmula do produto.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.