Ciclovia do Arco da Inovação em São José entra em nova fase

http://www.ovale.com.br | Thais Perez

As obras da ciclovia que irá passar pelo Arco da Inovação terão uma nova frente iniciada a partir desta quinta-feira (10). A obra irá conectar as regiões central, oeste e sul.

Nesta quarta-feira (9), o trecho onde os trabalhos foram iniciados (avenida Eduardo Cury, próximo à rua Ana Maria Nardo, até a rotatória do Colinas) chegou aos 97% de execução, restando apenas a sinalização cicloviária.

Nesta quinta, serão iniciados os trabalhos de mobilização para o início das obras no trecho entre a entrada do Condomínio Reserva da Barra até o início da avenida Benedito Matarazzo, um traçado de cerca de 750 metros. A previsão é que o trecho seja concluído em 30 dias.

O projeto

A ciclovia passará pelas avenidas Eduardo Cury, Jorge Zarur, Rodrigo Reis Tuy e Benedito Matarazzo e terá 3,6 quilômetros de extensão. Com a nova ciclovia, os ciclistas poderão, por exemplo, sair do Urbanova, na região oeste, ou de Santana, na região norte, e ir até o bairro Dom Pedro 2º, na região sul da cidade.

A obra, financiada com recurso do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), integra o complexo viário do Arco da Inovação, em construção no principal ponto de congestionamento da cidade atualmente.

A Prefeitura de São José incentiva o uso do transporte sustentável, tem aumentado a oferta desses modais e se preocupa em dar melhores condições aos usuários, principalmente de segurança, para esses tipos de deslocamentos.

No início de 2017, a cidade possuía 79 quilômetros de malha cicloviária e atualmente são 96 quilômetros, distribuídos em todas as regiões de São José. O objetivo da Prefeitura é que, em 2020, a cidade chegue a 157 quilômetros da malha cicloviária.

Neste ano, a Prefeitura também iniciou as obras da ciclovia do DCTA/avenida dos Astronautas, que terá 6 quilômetros de extensão, além das ciclovias que irão compor os projetos da Via Cambuí (região sudeste) e Via Jaguari (região norte), com 8,6 km e 4 km, respectivamente.

O traçado

A ciclovia começará na avenida Eduardo Cury, próxima à rua Ana Maria Nardo, conectando-se com as ciclovias da avenida Linneu de Moura e Via Oeste e seguirá pelo lado esquerdo da avenida Eduardo Cury, no sentido centro.

Na rotatória do Colinas, a via passará por baixo da ponte estaiada e seguirá pela avenida Jorge Zarur. Para transpor o córrego Senhorinha será construída uma passarela. A partir deste ponto, a ciclovia continua até a avenida Rodrigo Reis Tuy, seguindo paralelamente ao Anel Viário.

Próximo à linha de transmissão que margeia a avenida Florestan Fernandes, será implantada outra passarela para transpor o Anel Viário, cujo encaixe será novamente na avenida Jorge Zarur. Na sequência, a ciclovia chega até a avenida Benedito Matarazzo, marginal à via Dutra, onde se conecta a passarela próxima ao Shopping, na região sul.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.