Logo Jornal OVALE

Greve da educação reúne mais de 1.000 pessoas no centro de São José

Mais de 1.000 pessoas estão reunidas na manhã desta quarta-feira na praça Afonso Pena, no centro de São José dos Campos, cidade que concentra a manifestação da greve geral da educação no Vale do Paraíba; informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de São José, que presta apoio à paralisação

Xandu Alves | a

Mais de 1.000 pessoas estão reunidas na manhã desta quarta-feira na praça Afonso Pena, no centro de São José dos Campos, cidade que concentra a manifestação da greve geral da educação no Vale do Paraíba. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de São José, que presta apoio à paralisação.

Alunos de faculdades, professores, sindicalistas e militantes estão reunidos na praça nesta manhã, com cartazes contra os cortes na educação anunciados pelo governo federal. Há também protesto contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Com carro de som e palavras de ordem a favor da educação, os manifestantes irão ocupar as ruas do centro de São José em uma passeata.

A manifestação segue pacífica, segundo a Polícia Militar, incluindo nas universidades e institutos federais de ensino da região.

Segundo a PM, na Unesp (Universidade Estadual Paulista) em Guaratinguetá há cerca de 300 pessoas protestando em frente à faculdade.