Logo Jornal OVALE

Licitação para Trem Intercidades no Vale sai até 2021, afirma Garcia

De acordo com vice-governador, projeto do Trem Intercidades deve ser realizado por meio de uma negociação com o governo federal, que deverá prever o transporte de passageiros já no contrato de renovação com a MRS

Thaís [email protected]_thaisleite | @_thaisleite

O vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) anunciou na tarde desta segunda-feira, durante encontro com empresários do Vale do Paraíba, que a licitação para o projeto do Trem Intercidades na região deve sair do papel até 2021.

Segundo Garcia, o primeiro passo para que o projeto possa ser elaborado está sendo negociado com o governo federal e deve ser discutido no meio deste ano, durante a renovação antecipada do contrato com a MRS, concessionária ferroviária à frente de parte da malha federal na região.

Caso as negociações avancem, o contrato com a concessionária deve passar a prever o transporte de passageiros, a separação de trilhos e de sua faixa de domínio para o governo estadual.

"A partir desta assinatura, o governo do Estado inicia seus estudos para que a gente possa, no final de 2020 ou 2021, transformar em realidade o trem aqui para São José dos Campos com uma licitação e com um vencedor", afirmou o vice.

Desta vez, Rodrigo ainda mencionou a cidade de Taubaté como local para um dos possíveis terminais.

"Os terminais de passageiros vão ser alocados aonde for mais viável. Taubaté, São José, Aparecida, até onde a viabilidade econômica nos mostrar que é possível, o trem de passageiros vai chegar", garantiu Garcia.

A primeira das ligações para a capital que deve ser concretizada é a da região de Campinas, que deve ter projeto anunciado e licitado já no próximo ano. Segundo Rodrigo, a priorização ocorre devido à existência de um trem de passageiros que já chega até a cidade de Jundiaí, o que deve facilitar a viabilização de uma concessão.

DEBATE.

O Lide (Grupo de Líderes Empresariais) reuniu empresários e autoridades da região para discutir demandas relacionadas ao Vale.

Na ocasião, o vice-governador ainda apresentou dados referentes ao déficit estadual para este ano, que gira em torno de R$ 10,5 bilhões..