Ideias

CARTAS

Publicado em 26/06/2021 às 02:00Atualizado há 24/07/2021 às 01:08

ANIMAL ACUADO

Um animal, quando se sente acuado, fica extremamente perigoso, ataca quem estiver na sua frente mesmo que for para cuidar de sua saúde. O presidente Jair Bolsonaro, com suas atitudes tresloucadas como o "cala-boca" esbravejado de forma mal educada para a jornalista Laurene Campos, que simplesmente cumpriu seu papel de jornalista, e o questionou sobre o uso da máscara, está mostrando a todos que está nessa situação, acuado, com medo das manifestações que estão ocorrendo pelo Brasil por sua ineficiência diante das 500 mil mortes de brasileiros pela Covid. O que fico impressionado e que ainda temos pessoas que aplaudem as atitudes do presidente, alguns alegando que ele não é corrupto. Lembro aqui que a palavra corrupção surgiu a partir do latim corruptus, que significa o "ato de quebrar aos pedaços", ou seja, decompor e deteriorar algo. E isso que ele está fazendo com sua incompetência política e seu descaso com a saúde, educação e segurança dos brasileiros, portanto, ele pode sim ser classificado como corrupto. Além disso, o presidente é negacionista, ignora todas as mortes, preferindo ouvir um gabinete paralelo de lunáticos, terraplanistas, que divulgam um tratamento não comprovado com cloroquina e apostam na teoria da imunização de rebanho como se nós, brasileiros, fossemos gados, deixando a ciência de lado. Já falei isso antes e vou falar novamente, está passando da hora do presidente deixar de fazer campanha política, deixar de colocar seus filhos mimados embaixo de suas asas e fazer o que o povo brasileiro tanto espera dele. As ruas estão dando o recado, basta olhar e entender. Não é somente a esquerda que está se manifestando. Vemos pessoas que votaram no presidente para tirar a esquerda do poder e hoje nas manifestações, se mostram arrependidos. Essas pessoas não são comunistas ou de esquerda, como os bolsonaristas dizem, são simplesmente brasileiros que estão se sentindo traídos e que estão exigindo providências contra o descaso que estão vendo.

Valdecir Ginevro

São José dos Campos

CRUZ E CALDEIRINHA

A pandemia alterou a nossa percepção do tempo. Estamos há pouco mais de um ano das próximas eleições presidenciais e tem gente que ainda não se deu conta disso. Como numa luta de boxe, de um lado temos o Lula Petismo, e do outro o Bolsonarismo; ambos populistas, autoritários e nocivos à democracia, com seus discursos radicais e polarizantes, dividindo a sociedade entre "eles e nós" a partir de uma política partidária e corporativista, de intolerância e desrespeito aos valores caros 'a um Estado que se queira Democrático. Não é possível que o Brasil não consiga gerar um "caminho do meio", uma alternativa capaz de vencer tanto o "diabo" quanto "o Satanás". Simplesmente tem que haver uma saída entre essas duas forças porque se não se conseguir construir uma terceira via, um governo de união nacional, a Democracia no Brasil estará seriamente ameaçada.

João Manuel Maio

São José dos Campos

BOLSONARO

Se a CPI da Pandemia já era um grande pesadelo para Jair Bolsonaro, uma nova denúncia de um servidor do Ministério da Saúde, pode fragilizar a sua permanência no Palácio do Planalto. Que para o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM) é a mais grave de todas apresentadas nesta comissão. Ocorre que um servidor concursado, da Saúde, como Luiz Ricardo Miranda, em entrevista ao OGlobo, disse que, em encontro no mês de março deste ano, no Planalto, avisou Bolsonaro, das graves irregularidades na compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, por um provável preço superfaturado. O presidente ouviu, e prometeu que avisaria a Polícia Federal para investigar. O que não ocorreu. Esse encontro está registrado com fotos e mensagens gravadas! Para o leitor entender melhor a gravidade desta denuncia, a vacina indiana Covaxin, produzida pela Bharat Biotech, tem um preço de US$ 1,34, ou R$ 6,70, porém, foi adquirida pelo governo por US$ 15, ou R$ 80,70. Ou seja, superfaturado vai pagar R$ 1,5 bilhão, quando o valor real desta compra deveria ser de apenas R$ 134 milhões, pelas 20 milhões de doses. Promessa de combate a corrupção é só uma balela.

Paulo Panossian

São Carlos-SP

SERGIO MORO

Ele perdeu a credibilidade quando aceitou ser ministro da pessoa que se beneficiou da prisão do Lula.

Wagner Peixoto

Caçapava

SERGIO MORO-2

Moro foi manobrado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Pena que fez o papel de bobo da corte na saída do governo Bolsonaro. Mas, graças a ele e aos procuradores da Lava a Jato, a gente soube um pouco da profundidade da lama da corrupção institucionalizada.

Fabio Cassiano

São José dos Campos

LEIA MAIS

16/09/2021 - 08:16

12/09/2021 - 01:02

VER MAIS
Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: