E agora, Jos? E agora?

Chegando aos 253 anos, So Jos dos Campos enfrenta o maior desafio de sua histria recente: o novo coronavrus

São Josés, Anas, Joões, Cláudias, Gabrieis, Paulas, Julios, Flávias, Márcios, Fernandas, Sérgios, Danielas e Isabeis... são tantos e tantos nomes, tantas e tantas histórias, tantos e tantos rostos e cores, tantos sonhos e memórias. Todos eles juntos e misturados, são São José dos Campos. Afinal, a cidade pode até ser reconhecida por seus prédios e seus patrimônios, por ruas, avenidas e parques bem planejados, pela louvável vocação nos setores de inovação, indústria e tecnológica, por ostentar o nome do Brasil e levá-lo para o mundo inteiro nas asas da Embraer, por seus clássicos cobertores ou deliciosos bolinhos caipiras, mas São José é feita de sua gente. É o coração que bate e faz essa enorme engrenagem rodar, tendo os olhos no futuro -- um futuro presente em cada passo dado hoje pelos joseenses, seja os joseenses nativos ou aqueles que escolheram o município como lar.

Nesta superedição, OVALE traz em sua capa as fotos de 253 superfãs do jornal nas redes sociais e elas formam uma imagem.

Essas centenas de faces de São José dos Campos, dos céus e de todos os cantos compõem a foto tirada originalmente pelo fotógrafo Cláudio Vieira, da prefeitura.

A foto mostra um homem diante de uma janela, na penumbra, a observar o Arco da Inovação -- o novo cartão postal da cidade.

E agora, (São) José?

Face a face com a pandemia do novo coronavírus, maior desafio de sua história recente, o município enfrenta um adversário que já ceifou mais de 170 vidas joseenses e que acarreta, como o seu efeito colateral mais visível e preocupante, uma profunda crise econômica. A cidade, capital das startups e da aviação, se vê obrigada a se reinventar, a buscar novas soluções e um novo normal.

As respostas para esses dilemas dependem daqueles que são São José dos Campos.

De Cassianos, Ricardos...

"Era em S. José dos Campos.

O horizonte estava perto.

Tudo parecia certo

admirávelmente certo".

De Carlos, Drummonds, Andrades e outros tantos nomes.

"E agora, (São) José?

Você marcha, (São) José!

(São) José, para onde?".

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.