CARTAS

GERAO Z

Ol, senhor Macos Eduardo Carvalho. Meu nome Mait, tenho 11 anos e estudo na Escola Nelson Ferreira da Silva. Eu li sua reportagem, cujo ttulo "Nova Oportunidade para a gerao Z". Essa matria fala que, devido quarentena, os adolescentes e jovens mudaram seu comportamento, isso muito importante porque antes do isolamento eles eram rebeldes, ficavam trancados o dia inteiro em seus quartos na internet jogando e no ligava para a vida de seus familiares. Mas nesse momento eles esto se importando com a vida de seus familiares, segundo a psicloga Michele eles tem medo que seus parentes peguem o novo Covid-19 e morram, assim acabam ficando mais perto deles e menos na internet jogando. Eu tenho apenas 11 anos, mas atravs dessa reportagem aprendi que no bom ficar s no computador jogando, mas sim se importar com quem est ao seu redor. Que essa fase passe logo mas deixe esse aprendizado para todos.

Mait Cardoso de Melo

So Jos dos Campos

GERAO Z-2

Ol, eu sou William Gabriel Lopes da Silva e aluno da escola 'Nelson Ferreira da Silva', professora Alexandra, 5 ano B. Me interessei muito pelo tema: 'Nova Oportunidade para Gerao Z'. Eu consegui envolver e despertar interesse tambm na minha me. Um dos pontos que me chamou bastante ateno foi de eu poder conhecer a verso das outras geraes, me agregando conhecimento. No meu ponto de vista, a gerao que ir melhorar o mundo e eu quero fazer parte disso. Referente ao momento atual de Covid-19 e quarentena, estou tendo a oportunidade de fazer, por exemplo, atividade escolares com minha me, coisa que antes da pandemia no era possvel, alm de ter um contato familiar que no fazia parte da minha rotina. No quero abrir mo da minha conectividade com o mundo digital, pois entendo que essas ferramentas vo me guiar cada vez mais, afinal eu sou do time Z.

William Gabriel L.Silva

So Jos dos Campos

GERAO Z-3

Ol, OVALE. Meu nome Carlos, tenho 10 anos e sou aluno da escola Nelson Ferreira da Silva. Li a reportagem: 'Nova Oportunidade Para a Gerao Z'. Gostei muito de como os jovens comearam a se preocupar mais com os entes queridos do que com o celular. E como a gerao z tem crescido emocionalmente. E alm de atingir a nossa sade, a Covid atingiu a economia. O bom que a minha me no parou de trabalhar, ela diz que isso o nosso "ganha po", mas que pena que pessoas de 15 a 24 anos pararam de trabalhar. Mas vamos sair dessa. #fiqueemcasa.

Carlos Eduardo O. Costa

So Jos dos Campos

GERAO Z-4

Ol jornal OVALE. Saudaes, eu adorei a notcia publicada "Nova oportunidade para a gerao Z" e ver que essa "gerao z" est amadurecendo com a pandemia e ver que esse ataque do novo coronavrus (Covid-19) tenha um lado positivo, mas tambm no tem seu lado ruim, pois bem nesse momento que a "Gerao Z" est se aproximando da famlia e, de repente, um familiar entra em bito isso muito triste. Alm disso, tem a questo do trabalho, muitas pessoas perderam seus empregos e outras ainda esto perdendo. Penso que o governo deveria dar um auxilio maior e mais fcil de pegar, porque eu acho que muitas pessoas no conseguiram pegar o auxlio do governo. Eu espero que o novo coronavrus acabe logo para voltar tudo ao velho e boa normalidade.

Eric Henrique de Souza

So Jos dos Campos

GERAO Z-5

Prezado jornal OVALE. Li a reportagem "Nova oportunidade para a gerao Z", e achei muito interessante o fato de ns (a gerao Z), ficarmos mais preocupados com nossos familiares, e termos conversado mais com eles. Quero parabeniza-los por essa reportagem to interessante! Eu gostei muito e espero que coloquem mais reportagem assim.

Gabriele Soares de Oliveira

So Jos dos Campos

GERAO Z-6

Prezado jornal, sou a Larissa Aparecida, tenho 10 anos e estudo na E.E. Prof. Nelson Ferreira Da Silva. Achei interessante sua reportagem "Nova Oportunidade para a Gerao Z", Nessa quarentena, realmente ns estamos precisando muito da tecnologia para as aulas da escola, bal, para se falar por chamada de vdeo, pelo WhatsApp para desejar parabns ou algo assim. Na minha opinio, o lado bom que ns podemos conversar pelo menos nesse tempo. Mas tambm a parte ruim que ns no estamos ao vivo com cara e cores. Mas achei bem legal, principalmente a parte que os jovens participam, e no s os adultos. Muito Obrigada por nos dar essa oportunidade para a gente se falar e principalmente Estudar.

Larissa Aparecida

So Jos dos Campos

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.