Logo Jornal OVALE

CARTAS

FLAGELO NO GOVERNO

Governo "breque puxado"! Levou quase nove meses para se convencer que a economia está na UTI. Se o governo não odiasse a imprensa, e respeitasse as sugestões e análises abalizadas dos especialistas na área econômica, já teria reagido, e não estaria, como agora tentando captar de pires nas mãos, até verbas das emendas parlamentares, como publica o Estadão! Emendas essas de verbas distribuídas a deputados e senadores, que neste ano deve totalizar R$ 10,7 bilhões. E como obrigatoriamente são direcionadas a várias áreas nos Estados e municípios, neste ano, felizmente, 52,11% fica com o setor da saúde, 17,23% para desenvolvimento regional, 10,04% para educação, etc. E neste momento, a 13 meses da eleição municipal, e deputados e senadores mais preocupados com suas bases eleitorais, certamente esse apelo do Planalto, não irá surtir efeito algum. E se o presidente da República, Jair Bolsonaro, desde o inicio de sua, diga-se, desastrada gestão, no lugar de comprar brigas infantis, tivesse dado a devida atenção dialogando de forma republicana, com os congressistas, a classe empresarial, e a sociedade, hoje seu governo não estaria sucumbindo neste literal flagelo da falta de verbas até para o cafezinho. E poderia minorar o flagelo da ociosidade no comércio, nas fábricas, e dos 25 milhões de desempregados, subempregados e desalentados.

Paulo Panossian

São Carlos-SP

PONTE ESTAIADA

Parabéns, TJ (Tribunal de Justiça). Ao invés de parar a obra nesta altura deve é avaliar se todos os processos foram seguidos e caso não tenham sido julgar os responsáveis.

Daniel Silva

São José dos Campos

PONTE ESTAIADA 2

Parabéns pela decisão correta (de não paralisar a obra). A população joseense agradece. Além do mais, já que começou agora termina! Os percalços se vê depois ou em andamento com a obra. Obra parada é prejuízo certo.

Fernando Monteiro

São José dos Campos

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.