Logo Jornal OVALE

É UMA EMINÊNCIA PARDA

Vereador no Rio, Carlos Bolsonaro demite ministros, faz apologia ao autoritarismo e mostra obsessão pelo poder

Arquiteto do absolutismo francês, o cardeal de Richelieu teve papel destacado no fortalecimento e manutenção da monarquia que dominou a Europa no século 17, atuando como primeiro-ministro entre os anos de 1628 a 1642 do rei Luís XIII. Partidário do lema 'todo poder emana do rei', ele levou o absolutismo até as últimas consequências. Data desse tempo a expressão francesa éminence grise -- eminência parda, em português, que representa uma figura que, atuando nos bastidores, detém muito poder, mesmo sem ser o governante. Considerado o braço direito de Richealieu, François Leclerc du Tremblay é o personagem histórico que inspirou o surgimento da expressão, que sobrevive até os dias atuais. Conhecido por usar trajes pardos, Leclerc era um frade capuchinho com influência sobre o primeiro-ministro. Tanto que, mesmo sem jamais ter alcançado o posto de cardeal, era chamado pelos seus pares de 'Sua Eminência'.

Falando em eminência parda, deixamos o absolutismo francês e abordamos o flerte absolutista do clã Bolsonaro, que demonstra incômodo frequente com os princípios democráticos.

O último exemplo foi a infeliz declaração -- mais uma -- do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e responsável pelo controle de suas redes sociais -- muitas vezes antissociais.

Por meio do Twitter, o parlamentar, uma eminência parda no Palácio do Planalto, criticou a democracia. "Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos... e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!", tweetou Carlos, que em menos de um ano de governo provocou a queda de dois ministros (Carlos Alberto dos Santos Cruz e Gustavo Bebianno), além de protagonizar episódios bizarros como o 'sequestro' da senha do Twitter do pai, após um ataque de birra.

As palavras do vereador carioca, que são uma verdadeira ode ao autoritarismo, foram condenadas pelo meio político.

Depois da repercussão, Carlos, também como de praxe, culpou a imprensa. "Não tenho medo algum diante de mais uma investida desonesta vindo de quem vem! Não transformarão o Brasil numa Venezuela!"

Este episódio mostra, mais uma vez, claramente um desejo bolsonarista de concentrar todo o poder em suas mãos, esmagando a democracia com suas botas. Um poder absoluto e antidemocrático..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.