Corinthians se recupera no Paulistão e vence o Ituano em Itaquera

Gazetapress | @jornalovale

Neste domingo, o Corinthians recebeu o Ituano e venceu por 2 a 0, na Neo Química Arena, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Com uma boa e sólida atuação, o Timão construiu o seu triunfo com gols de Otero e Jô.

O Corinthians teve domínio completo da primeira etapa, desperdiçando diversas chances de gol antes de abrir o placar com Otero, de cabeça, após bela jogada de João Victor pela direita. No segundo tempo, o Timão manteve o controle da partida e ampliou com Jô, depois de linda triangulação com participação de João Victor, Léo Natel e Camacho. O ponto negativo da noite foi o VAR, visto que um pênalti assinalado para o Ituano demorou oito minutos para ser desmarcado.

Com a vitória, o Corinthians chegou aos 18 pontos, na liderança do grupo A do Paulistão. Na quinta-feira, o time faz a sua estreia na Sul-Americana, contra o River Plate-PAR, fora de casa, às 21h30. Enquanto isso, o Ituano estacionou nos sete pontos, na lanterna do grupo C. Na próxima etapa, a equipe visita a Inter de Limeira, na quarta-feira, às 21h.

A primeira chance de perigo na partida veio em um lance não intencional. Otero carregou pela esquerda, cruzou e a bola quase entrou, assustando o goleiro dos visitantes. Na sequência, Piton desceu pelo lado e serviu Jô, que ganhou no corpo do zagueiro e finalizou na trave.

O Corinthians permaneceu no ataque e desta vez levou perigo com Léo Natel, que arriscou chute de fora da área, e a bola passou rente à trave direita. Dominando completamente as ações, o Timão não esteve com a pontaria calibrada. Jô rolou para Camacho, que, de frente para o gol, isolou por cima.

No último lance do primeiro tempo, o Corinthians conseguiu converter o volume de jogo em bola na rede. João Victor desceu pela direita, de belo drible e tocou para Léo Natel. O atacante fez o cruzamento para dentro da área e Otero subiu no meio dos zagueiros para cabecear. Edson até tocou na bola, mas não impediu que ela entrasse.

O Corinthians voltou tranquilo para o segundo tempo, sem sofrer defensivamente. Aos 19 minutos, o time chegou ao segundo gol. Léo Natel, Luiz Gustavo e Camacho triangularam pela direita, o meio-campista avançou pela direita e cruzou rasteiro para Jô, que chegou batendo de direita para as redes.

Três minutos depois, o Ituano teve pênalti marcado. Após oito minutos de paralisação para a consulta do VAR, Edna foi ao monitor e anulou a marcação. Depois do episódio, a partida entrou em um ritmo morno, com nenhuma das equipes conseguindo criar com eficiência, e o placar de 2 a 0 foi mantido.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 2 X 0 ITUANO

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Data: 18 de abril de 2021, domingo

Horário: 22 horas (de Brasília)

Árbitra: Edina Alves Batista

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Daniel Luis Marques

VAR: Flavio Rodrigues de Souza

Cartões amarelos: Luan (Corinthians); Gabriel Taliari, Tarik (Ituano)

GOL:

Corinthians: Otero (48 minutos do 1º tempo), Jô (19 minutos do 2º tempo)

CORINTHIANS: Cássio; João Victor, Jemerson, Raul Gustavo, Lucas Piton; Xavier (Roni), Camacho (Ramiro), Luan (Léo Santos), Otero (Araos), Léo Natel (Gabriel Pereira) e Jô.

Técnico: Vagner Mancini

ITUANO: Edson; Jeferson, Suéliton, Léo Santos e Breno Lopes; Tárik (André Castro), Fillipe Soutto (Fernando Medeiros), Gabriel Taliari, Branquinho (Kadu), Iago Dias (Fernandinho) e Bruno Lopes

Técnico: Vinicius Bergantin

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.