Fórmula 1: Verstappen vence o GP da Emilia Romagna, mas Hamilton ainda lidera

Da Redação | @jornalovale

Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP da Emilia Romagna, neste domingo (18), segunda etapa do Mundial de Fórmula 1 na temporada 2021.

Em uma corrida com chuva, cheio de acidentes e alternativas, com direito até a bandeira vermelha, o heptacampeão Lewis Hamilton, da Mercedes, chegou a rodar, caiu para oitavo e acabou em segundo, após prova de recuperação.

O britânico Lando Norris, da McLaren, grande destaque da prova, ficou em terceiro lugar.

Com o resultado, Hamilton e Verstappen se dividem na liderança, com 43 pontos, cada um com uma vitória na temporada.

A próxima etapa será disputada daqui a duas semanas, dia 2 de maio, às 11h, no circuito de Algarve, em Portugal.

A prova

O tetra campeão mundial Sebastian Vettel, da equipe Aston Martin, largou dos boxes. Já o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, qurto do grid, rodou na volta de apresentação, repetindo o que fez o francês Alain Prost, em 1991, no mesmo circuito, há exatos 30 anos, também pela Ferrari as ao menos conseguiu voltar.

Com chuva na largada, Verstappen, que começou em terceiro, pulou para a ponta e ainda se tocou com Hamilton, que caiu para segundo, com Perez em terceiro

E, antes de completar a primeira volta, o russo Nikita Mazepin, da Haas, bateu em Nicolas Latifi, da Williams, que bateu no muro e causou o primeiro Safety Car da prova.

Até Perez, que estava em quarto, saiu da pista com o Safety Car. A pista estava bastante molhada.

Naquele momento, Mick Schumacher também rodou sozinho durante o Safety Car.

Na relargada, Verstappen disparou na frente, com Hamilton sendo pressionado por Leclerc, que já estava em terceiro.

Depois, o holandês foi abrindo vantagem, com o britânico se consolidando em segundo, sem mais ser ameaçado pelo monegasco.

Mas Hamilton melhorou o rendimento, se aproximou e Verstappen então parou para trocar pneus, colocando um composto para pista seca.

O britânico esperou mais uma volta para parar, mas acabou voltando atrás, pois fez um pit stop mais lento.

E o holandês voltou a ter rendimento melhor, novamente abrindo vantagem na liderança da prova.

Mas, na volta 31, Hamilton estava tentando ultrapassar os retardatários para se aproximar do holandês, porém, saiu da pista e bateu na proteção de pneus. Ele ainda conseguiu dar uma ré, voltou à pista, com o carro danificado e foi aos boxes.

E, logo em seguida, Bottas bateu com George Russell, da Willians e abandonou, até ajudando Hamilton com a bandeira amarela, que em seguida virou vermelha, interrompendo a prova por meia hora.

E, antes da relargada em fila indiana, Verstappen escapou e quase saiu da pista, mas se manteve na frente, com Lando Norris, da McLaren, em segundo.

Hamilton relargou em oitavo lugar, tentando fazer uma corrida de recuperação para buscar a vitória.

Assim, foi passando um a um, travando grande batalha com Norris nas voltas finais, passou e ficou em segundo.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.