Roland Garros é adiado para 30 de maio devido ao Covid-19

Agência Brasil | @jornalovale

O torneio de Roland Garros deste ano foi adiado em uma semana devido à pandemia de Covid-19 e começará em 30 de maio, informou a Federação Francesa de Tênis (FFT) nesta quinta-feira.

O Grand Slam no saibro, que no ano passado foi adiado em quatro meses e transcorreu diante de plateias limitadas, terminará no dia 13 de junho, duas semanas antes do começo planejado de Wimbledon.

O Grand Slam na grama disse que não mudará suas datas ao saber da decisão do Aberto da França, que apoiou.

"Esta decisão foi debatida com a Diretoria de Grand Slams, e, dadas as circunstâncias excepcionais, tem todo o apoio do Aberto da Austrália, de Wimbledon e do Aberto dos Estados Unidos", disse Wimbledon em um comunicado.

Com o adiamento, torneios de grama programados para começar em 7 de junho em s'Hertogenbosch (WTA e ATP), Stuttgart (ATP) e Nottingham (WTA) devem coincidir com a segunda semana de Roland Garros.

O presidente da FFT, Gilles Moreton, disse que a entidade tomou a decisão depois de consultar as autoridades públicas, os organismos que governam o tênis internacional e seus parceiros e transmissores.

A entidade espera que o adiamento permita o acolhimento de mais torcedores nas dependências do que em 2020, quando só mil pessoas por dia podiam acompanhar partidas.

"Para os torcedores, os jogadores e o clima, a presença de espectadores é vital para nosso torneio, o evento esportivo internacional mais importante da primavera."

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.