Messi chega ao gol 700 da carreira; Barça, porém, só empate e se complica

Marcos Eduardo [email protected] | @jornalovale

Eram jogados 4min do segundo tempo. Pênalti para o Barcelona. Lionel Messi cobra, com direito a cavadinha, e marca o gol de número 700 em sua carreira. O maior jogador do mundo da atualidade fez história nesta terça-feira, dia 30 de junho, pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol. Quis o destino que a marca histórica fosse conquistada em plena pandemia e com o estádio consequentemente vazio, sem torcedores.

O placar final da partida ficou em 2 a 2, um resultado ruim para o time catalão, que não conseguiu vencer o clássico em casa e segue em segundo lugar, com 70 pontos, um atrás do Real Madrid, que nesta quinta-feira recebe o Getafe, às 17h, e poderá ampliar a vantagem na disputa. O Atlético, que acabou ajudando o arquirrival, está em terceiro lugar com 59 pontos, dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões.

O JOGO.

Em campo, o astro argentino já dava mostras desde o início de que estava inspirado. Logo aos 11min, quase fez um gol olímpico. Cobrou escanteio pela direita, a bola fez a curva e o atacante Diego Costa, do Atlético, ao tentar cortar, acabou desviando contra o próprio gol: 1 a 0 Barça.

Pouco tempo depois, aos 18min, pênalti para o time de Madrid. Diego Costa, que acabara de fazer um gol contra, cobrou e perdeu: Ter Stegen defendeu. Porém, como se adiantou, o árbitro mandou voltar. Na sequência, a cobrança ficou com o atacante Saúl, que empatou o jogo.

O jogo estava complicado, mas no segundo tempo Messi conseguiu fazer o segundo gol do time catalão, que naquele momento ficava na liderança do campeonato. O Atlético, novamente de pênalti (este mais contestado), empatou de novo com Saúl.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.