Em quarentena, Gilsinho promete cumprir contrato dos jogadores do Burrão e pleitear acesso

Marcos Eduardo Carvalho | [email protected]

Em meio ao clima de indefinição no mundo do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, o presidente do Taubaté, Gilson Rezende, o ‘Gilsinho’, afirmou nesta quarta-feira que os contratos com os jogadores que disputam o Campeonato Paulista da Série A-2 vão ser cumpridos, apesar das dificuldades, e endossou o que disse o gerente de futebol Carlos Arini, há dez dias, de que vai pleitear o acesso do Burro da Central à elite do Paulista caso o campeonato seja cancelado sem terminar.

“Conversamos com os atletas na semana passada, que vamos cumprir os contratos com eles e conseguimos pagar 40% dos salários que venceriam agora em março, pois nosso contrato com os patrocinadores é anual. Muitas vezes, nós antecipamos com parceiros e amigos para conseguir honrar e agora estamos com dificuldades. Talvez não consigamos cumprir dentro dos prazos, mas os contratos serão honrados”, disse, em entrevista ao programa ‘Os Donos da Bola Vale’, da TV Bandeirantes.

Na entrevista, o presidente do Burro da Central também confirmou que, como o time está em segundo lugar na classificação geral, vai brigar pelo direito do acesso. “Sim. No momento a gente sabe a dificuldade que todo mundo enfrenta, o futebol ficou em segundo plano, mas não podemos jogar fora todo um ano de planejamento e investimento. Torcemos para que o campeonato recomece; 80% do campeonato foi disputado e conseguimos a segunda colocação dentro de campo. Se decidirem que não vai continuar o campeonato, iremos brigar, pois temos uma torcida apaixonada, uma cidade que espera muito por esse momento”, afirmou o dirigente taubateano.

Gilsinho disse também que tem contato direto com os dirigentes da FPF (Federação Paulista de Futebol). “A gente tem mantido contato direto. Ontem (terça-feira) mesmo liguei para o Mauro Silva (vice-presidente da entidade), conversamos com ele e da parte deles ainda não tem uma posição oficial, de quando vai jogar. Assim, depois de quinze dias vão nos chamar novamente para conversar sobre o campeonato”, disse.

QUARENTENA.

Atualmente, o dirigente taubateano cumpre quarentena em casa com a mulher e as duas filhas, na cidade. “Estamos bem, sabemos que estamos passando por uma situação muito triste e muito difícil. Mas só com muita conscientização das pessoas, solidariedade e união para sair deste momento muito difícil”, afirmou.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.