Palmeiras ganha, rebaixa o Cruzeiro e torcida promove atos de vandalismo no Mineirão

Marcos Eduardo Carvalho | [email protected]

O Palmeiras encerrou o Campeonato Brasileiro vencendo o Cruzeiro por 2 a 0 neste domingo, no Mineirão, pela última rodada. O resultado rebaixou os mineiros para a Série B do ano que vem, um fato inédito na história da equipe mineira.

A partida, porém, foi encerrada aos 41min do segundo tempo por conta dos atos de vandalismo dos torcedores do Cruzeiro, que depredaram o estádio e atiraram cadeiras no gramado. O árbitro Marcelo de Lima Henrique entendeu que não havia mais segurança para continuar a partida. Alguns torcedores ainda tentaram invadir o gramado e foram contidos pelos policiais, que precisaram utilizar balas de borracha e bombas de efeito moral para dispersar os baderneiros. No telão, os administradores do estádio pediam para a torcida evacuar o local.

No outro jogo que interessava ao Cruzeiro, o Botafogo empatou com o Ceará por 1 a 1, resultado que já seria suficiente para rebaixar os mineiros - para se salvar, o time de Minas teria que vencer o Palmeiras e torcer por derrota dos cearenses.

O Palmeiras terminou o Brasileirão em terceiro lugar, atrás do Santos, que ficou com o vice ao golear o campeão antecipado Flamengo por 4 a 0 no mesmo horário, ambos com 74 pontos.

O Cruzeiro, do técnico Adilson Batista, ficou com 36 pontos, na 17ª colocação do campeonato.

Neste domingo, os dois gols da vitória do Palmeiras saíram no segundo tempo. Aos 11min, com Zé Rafael, e aos 37', com Dudu.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.