Propaganda eleitoral ainda tem impacto na briga pelo voto

O início do horário eleitoral gratuito de rádio e televisão teve início na última sexta-feira e deve esquentar a disputa pelo voto.

Apesar do aumento da força das redes sociais, como observado em 2018 no fenômeno eleitoral protagonizado por Jair Bolsonaro, que venceu a briga presidencial com só 8 segundos de propaganda -- Geraldo Alckmin (PSDB), a título de comparação, tinha 39 vezes mais tempo de tevê e ficou com a quarta colocação --, os veículos de comunicação de massa ainda têm peso e força em uma corrida pelos votos.

E na RMVale isso não é diferente, ainda mais em uma campanha diferente, realizada durante uma pandemia que restringe o olho no olho em razão do isolamento social.

Em São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), o candidato à reeleição, larga com maior tempo de televisão: três minutos e sete segundos. Além disso, o tucano terá direito a 920 inserções no primeiro turno.

Na sequência dele está Wagner Balieiro (PT), com o tempo de um minuto e 43 segundos, além de 508 inserções.

Depois vem Coronel Eliane Nikoluk (PL), com 1m23s e 409 inserções, após ela Anderson Senna (PSL), com 1m18s e 386 inserções, Renata Paiva (PSD), com 48 segundos e 235 inserções, Dr. Cury (PSB), com 44 segundos e 218 inserções, Marina Sassi (PSOL) e João Bosco (PCdoB) terão direito, cada um, a 18 segundos e 90 inserções. Professor Agliberto (Novo) terá 16 segundos e 79 inserções. Luiz Carlos (PTC) e Raquel de Paula (PSTU) não têm tempo de televisão.

Em Taubaté, o candidato da situação, Eduardo Cursino (PSDB), ficará com quatro minutos e 23 segundos. O segundo maior tempo de TV será de José Saud (MDB), com 1m47s. O terceiro maior tempo ficará com Salvador Khuriyeh (PT), com 1m10s. Logo atrás vem Loreny (Cidadania), que terá 1m09s. Outros quatro candidatos terão menos de 30 segundos no horário eleitoral. Fabiano Vanone (Podemos) ficará com 26 segundos. Professor Ronaldo (PSOL) e Professor Fernando Borges (PCdoB) terão 17 segundos cada. E Chico Oiring (PSC) ficará com 15 segundos. Capitão Souza (PRTB) e Dodô (PTC) não terão tempo de televisão.

Como se vê, em tese, os candidatos do PSDB têm no maior tempo de propaganda um possível trunfo. No caso de Felicio, para consolidar a tendência de liderança, com chance de vitória no primeiro turno. Já para Cursino, que terá ao seu lado na telinha a figura de Ortiz Junior, é a principal aposta para ganhar metros importantes na corrida para o Palácio do Bom Conselho.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.