Eu tenho um sonho...

Dito em 1963, o discurso antolgico de Martin Luther King ecoa ainda hoje. Sonho de igualdade ainda no realidade

I have a dream... diante de cerca de 200 mil pessoas, que se aglomeravam no Lincoln Memorial, em Washington, Martin Luther King entrou para a história e fez o mundo sonhar. Suas palavras, em um dos discursos mais memoráveis do século 20, são atuais hoje, mesmo tendo sido ditas no distante dia 28 de agosto de 1963. É um mau sinal.

Pastor e ativista político, King era líder do movimento dos direitos civis nos EUA, que visava abolir a segregação racial no país mais poderoso do mundo. "Tenho um sonho que meus quatro pequenos filhos viverão um dia em uma nação onde não serão julgados pela cor de sua pele, mas pelo conteúdo de seu caráter. Tenho um sonho hoje", disse ele, vencedor do Prêmio Nobel da Paz um ano depois, que seria assassinado a tiros em 1968. Suas palavras, porém, vivem cinco décadas depois.

Quantos sonhos tinha Miguel?

O menino de 5 anos morto após cair do 9º andar de um prédio de luxo no Recife (PE), onde a mãe trabalhava como doméstica. Ela havia deixado o garoto aos cuidados da patroa, enquanto passeava com os cachorros. Miguel sentiu falta da mãe e a patroa o colocou, sozinho, no elevador. Ao perder-se, a criança subiu do 5º para o 9º andar. De lá, caiu. "Ela [patroa] deixou meu filho ir para a morte", afirmou a mãe de Miguel, Mirtes Renata Santana de Souza, que viu o corpo do menino lá embaixo.

Quantos sonhos tinha a menina Ágatha? Aos 8 anos, a garotinha, vestida de Mulher Maravilha, voltava para casa, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e foi baleada nas costas.

O crime aconteceu em 20 de setembro de 2019. A criança estava dentro de uma Kombi. Policiais atiraram contra um suspeito que estava em uma moto que passava pelo local, e o tiro atingiu a criança. "A minha neta estava armada, por acaso, para poder levar um tiro?", perguntou o avô.

Quantos sonhos tinha o adolescente João Pedro? Aos 14 anos, o estudante foi morto no mês passado, durante uma operação conjunta das polícias Federal e Civil fluminense no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. O menino foi executado dentro de casa, enquanto brincava com amigos. Foi atingido pelas costas.

Quantos sonhos tinha o ex-segurança George Floyd?

Todos foram sufocados durante a abordagem policial que levou à sua morte em Mineápolis (EUA), quando um policial o sufocou por quase nove minutos, pressionando com o joelho o pescoço de um homem que oferecia resistência zero. Floyd somente dizia: 'I can't breathe, I can't breathe'.

Quantos sonhos despedaçados?

Em um país como o nosso, que tem na presidência da Fundação Cultural Palmares alguém como Sérgio Camargo, que classificou o movimento negro de "escória maldita"... quantos sonhos ainda serão despedaçados no Brasil de Jair Bolsonaro, que chegou a culpar os africanos pela escravidão? "O português nem pisava na África. Foram os próprios negros que entregaram os escravos", afirmou na campanha de 2018.

É um pesadelo?

Nenhuma sociedade é livre sem que o sonho de igualdade respire o sopro fresco da realidade.

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.