Economia

'Ilhabela não pode ser a ilha da morte', rebate Marco Vinholi

Publicado em 17/04/2021 às 02:00Atualizado há 24/07/2021 às 02:25
Marco Vinholi (Rogerio Cajui/Divulgação)

Marco Vinholi (Rogerio Cajui/Divulgação)

Para o secretário de Desenvolvimento Regional de SP, Marco Vinholi, a posição do prefeito Toninho Colucci, de Ilhabela, em desobedecer as regras do Plano SP e, também, acusar o governador João Doria (PSDB) de atuar como um 'general', é de insensibilidade frente à situação da pandemia enfrentada pelo estado. "Ilhabela não pode ser a ilha da morte", disse.

"Nem mesmo as mais de 361,8 mil vidas que o Brasil já perdeu para a Covid-19 em um ano, sendo 37,5 mil delas apenas na primeira quinzena de abril, parecem sensibilizar o prefeito Toninho Colucci ou chamá-lo à responsabilidade inerente ao cargo que ocupa pela terceira vez em Ilhabela", disse.

A OVALE, o secretário disse ainda que as recentes atitudes do prefeito da cidade litorânea estão "divorciadas da realidade". "Tudo fica ainda mais lamentável quando se trata de alguém que tem mestrado na área médica. A conduta é típica de quem flerta com o negacionismo e os maus exemplos do presidente Jair Bolsonaro".

Leia Também Colucci diz que Doria age como general na pandemia; Estado afirma que Ilhabela não pode virar 'ilha da morte'

Assuntos

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALE
Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Distribuído por:
Desenvolvido por: