Caoa Chery suspende demissões e vai por empregados em lay-off, diz Sindicato

A montadora Caoa Chery vai reverter a demissão de 70 trabalhadores da fábrica de Jacareí e colocar os funcionários da produção em lay-off por até três meses, segundo informou o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

Sindicalistas e dirigentes da montadora estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira após um dia de greve na fábrica.

Os trabalhadores cruzaram os braços logo após a empresa anunciar a demissão de 59 trabalhadores e o fechamento da Powertrain, que produzia motores, na última quarta-feira.

Segundo Guirá Borba, diretor do sindicato, o lay-off (suspensão temporária dos contratos de trabalho) deverá abranger cerca de 300 trabalhadores da produção.

No setor administrativo, a maioria dos funcionários segue em home office para evitar a disseminação do coronavírus.

"Foi uma vitória para os trabalhadores. Evitou-se que 59 pais de família perdessem o emprego num momento difícil como o que vivemos com o coronavírus", disse Borba.

Segundo o sindicalista, o período em lay-off será de 1º de abril a 30 de junho, podendo ser prorrogado por igual período. "Os salários e os benefícios serão mantidos nesse período", afirmou Borba.

A Chery não comentou..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.