Logo Jornal OVALE

PIB da RMVale cresce 1,1% em trs meses e atinge R$ 28,5 bilhes, diz Seade

Valor da riqueza do Vale do Paraba referente aos trs primeiros meses de 2019, com um total de R$ 113,3 bilhes durante todo o ano passado; a tendncia de alta na riqueza poder aumentar ainda mais o PIB at o final do ano

Xandu [email protected] | @xandualves10

O PIB (Produto Interno Bruto) do Vale do Paraíba cresceu 1,1% no primeiro trimestre deste ano na comparação aos últimos três meses do ano passado, chegando a R$ 28,5 bilhões de janeiro a março de 2019.

Excetuando a região metropolitana de São Paulo, cujo PIB é de R$ 313,2 bilhões, a RMVale registrou a segunda maior riqueza entre as 15 regiões metropolitanas e administrativas do estado, perdendo apenas para Campinas, com R$ 96,9 bilhões.

Quanto ao percentual de crescimento nos primeiros três meses de 2019 ante o último trimestre de 2018, o Vale é superado por Franca (5,6%), Itapeva (3,6%), Registro (2,4%), Araçatuba (1,6%) e Presidente Prudente (1,2%), todas com PIB abaixo de R$ 6,5 bilhões.

O estado de São Paulo encerrou o trimestre com alta de 0,2% no PIB, que chegou a R$ 561,7 bilhões nos três primeiros meses do ano.

"De acordo com a análise, o Produto Interno Bruto nos quatro trimestres encerrados no primeiro trimestre de 2019 cresceu em 7 das 16 regiões do estado. No acumulado de 12 meses, o estado aumentou 1,2%", informou a Fundação Seade.

No ano passado, o Vale anotou o segundo melhor resultado entre as 16 regiões do estado, segundo pesquisa da Fundação Seade, e terminou 2018 com uma riqueza de R$ 113,3 bilhões, perdendo apenas para a Grande São Paulo (R$ 1,20 trilhão) e Campinas (R$ 389,8 bilhões).

ACUMULADO.

No acumulado dos últimos 12 meses, a proporção de crescimento da riqueza do Vale foi de 1,7%, a quarta maior entre as 16 regiões do estado, atrás apenas de Sorocaba (4%), Santos (3,4%) e Bauru (1,8%).

Entre 2017 e 2018, Vale registra alta de 3% no PIB, 2º melhor do estado

Depois de queda de 2% no PIB entre 2014 e 2016, a RMVale se recuperou e anotou alta de 3% entre 2017 e 2018, segundo o Seade. O Vale foi vencido por Sorocaba, cuja riqueza subiu 4,5% entre 2017 e 2018. Mas venceu Campinas (1,8%), Grande São Paulo (1,3%) e Ribeirão Preto (0,6%).

No total, 12 regiões do estado aumentaram a riqueza no período, sendo que quatro delas com índice inferior a 1%. Outras quatro regiões perderam riqueza entre um ano e outro, com destaque negativo para Araçatuba (-3,2%). Dados fazem parte de análise da atividade econômica paulista.

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.