Exercício em casa: não caia no sedentarismo na quarentena

Professor da academia A+ Crossfit dá dicas de quais exercícios fazer em casa

Bárbara Stephanie Monteiro | @Barbara_Ovale

Devido a pandemia do coronavírus, as academias de ginástica fecharam as portas por tempo indeterminado. Ou seja, em tempos de quarentena, a solução é praticar as atividades em casa. Segundo Álvaro César Silva Cunha, coach da academia A+ Crossfit, parceira do Clube+ OVALE, praticamente todos os exercícios que são feitos em aulas podem ser adaptados de uma forma ou outra para o ambiente residencial.

"É importante saber que nosso corpo é feito para se movimentar. O que a musculatura necessita é cumprir sua função de flexão e extensão, independente do ambiente ao seu redor", afirmou ele.

A proposta de Cunha é que a pessoa se coloque em movimento, se exercite, independente do nível de seu condicionamento físico. Entretanto, o especialista alerta que não é recomendável que indivíduos com quaisquer sintomas de doença, sejam eles da gripe ou não, se exercitem.

"O corpo precisa utilizar seus recursos fisiológicos para cuidar da recuperação e, ao se movimentar, parte desses recursos que poderiam ser gastos no processo de cura acabam por serem direcionados à reparação do estresse causado pelo exercício", disse.

Para esses dias de confinamento, o ideal é encontrar algo que combine com seu gosto, como aula de dança on-line, exercícios "zen" ou treinos funcionais. Quaisquer atividades são válidas para não entrar no sedentarismo. "Uma dica é aproveitar qualquer oportunidade para se exercitar, como trocar o elevador pela escada", falou o coach.

DICAS

Veja abaixo algumas opções de atividades físicas para fazer em casa!

Flexão de braços

Esse é o tipo de exercício adequado para desenvolver o peitoral, que pode ser executado também em pequenos espaços. Sem contar que é relativamente fácil de ser feito.

Abdominal

Ajudam a tonificar a musculatura da barriga. Para não errar e obter o resultado esperado, aposte no mais simples: aquele que você faz com as pernas flexionadas, pés no chão, mãos na cabeça, sem tirar a lombar totalmente do chão.

Agachamento

O agachamento trabalha muito quadríceps, ísquios tibiais (posteriores de coxa) e glúteos, além de lombar e abdômen que auxiliam na sustentação do tronco.

Polichinelo ou corda

O polichinelo é um exercício bastante comum, e a escolha por ele não é em vão. Além de ajudar na queima de calorias, o movimento trabalha a resistência muscular de pernas e braços, bem como a resistência cardiovascular.

--

Gostou da dica? O Clube+ OVALE oferece experiências únicas para quem gosta de conhecer novos sabores, assistir diferentes espetáculos e ainda aproveitar bons serviços. São mais de 100 estabelecimentos parceiros, como restaurantes, bares, teatros, academia, clínicas de estética, petshop, lavanderia… E muito mais. Para usufruir disso tudo, basta baixar o aplicativo e testá-lo por 30 dias gratuitamente.

Faça parte e coloque na ponta do lápis quanto você economizou! O app está disponível para os sistemas Android (Google Play) e iOS (Apple Store).

Mais informações acesse: http://clubeovale.com.br

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.