Rio de Janeiro começa a aplicar vacina da Pfizer contra covid-19

Akemi Nitahara | Agência Brasil

A cidade do Rio de Janeiro inicia hoje (4) a vacinação contra a covid-19 com as doses da fabricante norte-americana Pfizer. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) recebeu 46,8 mil doses na noite desta segunda-feira e, seguindo a orientação do Ministério da Saúde, destinou todo o lote à capital do estado.

Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) começa a aplicação da primeira dose na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido, zona norte da cidade, seguindo o cronograma dos grupos prioritários.

De acordo com o Programa Nacional de Imunizações (PNI), a vacina contra a covid-19 será aplicada em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiência permanente.

O intervalo entre a primeira e segunda doses da vacina da Pfizer é de 12 semanas. O imunizante precisa ser armazenado entre -25ºC e -15ºC, podendo ficar até cinco dias sob uma temperatura entre 2ºC e 8ºC.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.