'Duvido que quem ficou em casa não ganhou peso', diz Bolsonaro em crítica ao isolamento

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar o isolamento social como estratégia de combate ao coronavírus. Para tanto, ele deu como exemplo o suposto aumento de peso da população, durante conversa com apoiadores. A declaração ocorreu na terça-feira (6), dia em que o país registrou mais de quatro mil mortes em decorrência da doença.

"Tem uma pesquisa aí que diz que quem tem uma vida saudável é oito vezes menos propenso a ter problema com a Covid", disse, sem citar a fonte do estudo, em vídeo publicado em canal bolsonarista no Youtube. "Mas quando você prende o cara em casa, o que ele faz em casa? Duvido que ele não aumentou um pouquinho de peso. Duvido. Até eu cresci um pouquinho a barriga", continuou o presidente.

Diante do agravamento da pandemia em todo o país, todos os estados contam com algum tipo de restrição. O isolamento é considerado, internacionalmente, uma das principais ferramentas de combate à Covid-19.

Para especialistas, não há questionamento de que as medidas de isolamento social funcionam para combater a pandemia.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido, assistido, curtido e compartilhado. São mais de 23 milhões de visualizações por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação da edição impressa, revistas e suplementos especiais. E sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Seja livre, seja OVALE. Viva a democracia. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.