Auxílio emergencial será prorrogado por mais dois pagamentos, diz Guedes

Agência O Globo |

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que o auxílio emergencial será prorrogado por três meses, mas com apenas dois pagamentos de R$ 600. A medida será feita por meio de decreto presidencial.

"É por decreto. Se entrar na Câmara, são mais 15 dias, 20 dias, sobe pro Senado, volta. É melhor que seja por decreto. Mas da mesma forma queremos que haja uma cobertura por três meses. É aquele dilema que eu tinha informado antes. Ou você dá um valor muito alto por menos tempo ou você põe um valor um pouco mais baixo e estica um pouco", disse o ministro, durante reunião da Comissão Mista de acompanhamento da crise do coronavírus.

A lei que criou o benefício, pago a informais e autônomos para mitigar os efeitos da pandemia, prevê o repasse de R$ 600 por três meses.

No entanto, estabelece que o Executivo pode prorrogar, por decreto, o período de assistência do programa. O governo vai lançar mão desse dispositivo para estender os pagamentos.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.