Movimentos antidemocráticos preocupam perseguidos pelo regime e especialistas

DEMOCRACIA. Quem viveu a ditadura se preocupa com movimentos antidemocráticos que têm apoio do presidente Jair Bolsonaro. "Violência contra negros, mulheres e indígenas é estimulada pelas declarações do presidente", disse o ex-vereador João Bosco da Silva, de São José, perseguido durante a ditadura. Preso e torturado, o jornalista Luiz Paulo Costa disse que a democracia precisa ser defendida. "Não foi consolidada". Presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira vê ameaça no "aumento de seguimentos conservadores e reacionários". "Hoje temos um movimento armado, milícias, que podemos chamar de neofacistas e que estão impregnadas do ódio", diz a historiadora Maria Aparecida Papali..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.