PF marca depoimentos de investigados em inquérito sobre fake news contra o Supremo

Agência O Globo |

A Polícia Federal intimou nesta segunda-feira investigados no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que apura ataques aos ministros da Corte. Foram agendados depoimentos de investigados para os próximos dias. Como o caso está sob sigilo, não foram divulgados até o momento os nomes dos depoentes.

A intimação foi desdobramento da operação na quarta-feira passada, quando a PF cumpriu mandados de busca e apreensão expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF. Entre os alvosm estavam o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), o blogueiro Alllan dos Santos (do site "Terça Livre"), o empresário Luciano Hang, a ativista Sara Winter e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. As buscas foram feitas no Distrito Federal, no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Mato Grosso, no Paraná e em Santa Catarina.

O gabinete do deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), na Assembleia Legislativa de São Paulo, também recebeu os agentes. Foram alvos da operação dois assessores de Garcia, Rodrigo Barbosa Ribeiro e Edson Pires Salomão.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 23 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.