UE propõe uma jornada menor durante pandemia

Ideia é ajudar as pessoas a manterem seus empregos enquanto a crise atinge as economias do bloco de países

Da Agência [email protected] | @jornalovale

A Comissão Europeia propôs nesta quarta-feira um esquema de jornada de trabalho reduzida baseado no programa Kurzarbeit da Alemanha para ajudar as pessoas a manterem seus empregos enquanto a pandemia de coronavírus atinge as economias do bloco de 27 países.

Ao anunciar o esquema por mensagem de vídeo, a chefe da Comissão, Ursula von der Leyen, não deu detalhes sobre como ele será financiado, dizendo apenas que seria garantido por todos os países da UE - uma pista de que poderia estar vinculado ao Orçamento da UE.

"As empresas estão pagando salários a seus funcionários, mesmo que, no momento, não estejam ganhando dinheiro. A Europa agora irá apoiar, com uma nova iniciativa", disse von der Leyen.

"O objetivo é ajudar a Itália, a Espanha e todos os outros países que foram duramente atingidos. E o fará graças à solidariedade de outros Estados membros", disse.

De acordo com o antigo esquema alemão, o governo paga parte do salário de um trabalhador quando as empresas cortam suas horas diante de uma desaceleração para impedir que eles percam o emprego por completo.

A Comissão informou que mais detalhes de seus planos estarão disponíveis nesta quinta. "Se não houver encomendas e as empresas ficarem sem trabalho por causa de um choque externo temporário como o coronavírus, elas não devem demitir seus trabalhadores"..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 8,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.