Covas restringe lojas na Capital até dia 5 de abril

AÇÃO. O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), assinou nesta quarta-feira à tarde um decreto que restringe, a partir de sexta-feira, o comércio de atendimento presencial ao público até o dia 5 de abril, menos tudo relacionado a alimentação — como feiras, restaurantes e padarias — e farmácias.

"É para seguir a vigilância sanitária do município, que estabelece neste momento que temos que reduzir a circulação de pessoas em 60%", explicou Covas à Globo News.

Covas salientou, ainda, que a restrição é o atendimento ao público. "As lojas poderão continuar a funcionar para fazer inventário, reformas, entrega delivery pela internet", afirmou..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.