Bolsonaro diz que no h motivo para pnico e anuncia 'voucher'

Presidente concede entrevista coletiva de mscara, anuncia que mais dois ministros esto com coronavrus e revela pacote de ajuda para trabalhadores informais e pessoas sem assistncia social dentro do pas

Pedro Rafael Vilela Agncia Brasil | @jornalovale

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que a disseminao do novo coronavrus (Covid-19) no Brasil preocupa o governo, mas pediu o empenho da populao para seguir as orientaes das autoridades e evitar o clima de pnico no pas.

"Primeiro, tambm diria que o pnico no leva a lugar nenhum. Repito que o momento de grande preocupao, de grande gravidade, mas devemos evitar que esse clima chegue a ns, adotando essas medidas", afirmou durante coletiva de imprensa, no Palcio do Planalto, ao lado de oito ministros. Todos estavam usando mscaras.

"Teremos dias difceis, dias duros pela frente. Agora, sero menos difceis se cada um de vocs se preocupar consigo, com seus parentes e com os seus amigos. Somente dessa forma, seguindo os preceitos ditados pelo Ministrio da Sade, como, em primeiro lugar, medidas bsicas de higiene, ns podemos alongar a curva da infeco, e de modo que ns, Poder Executivo, atravs dos nossos meios, hospitais e demais rgos de sade, atender aqueles que necessitarem, e atender com qualidade".

ECONOMIA.

Para proteger os trabalhadores informais, as pessoas sem assistncia social e a populao que desistiu de procurar emprego, o governo distribuir vouchers (cupons) por trs meses, anunciou h pouco o ministro da Economia, Paulo Guedes. A medida consumir R$ 15 bilhes - R$ 5 bilhes por ms - e ter como objetivo, segundo o ministro, amparar as camadas mais vulnerveis crise econmica criada pela pandemia de coronavrus. O benefcio ter valor equivalente ao do Bolsa Famlia e comear a ser distribudo nas prximas semanas. Atualmente, o Bolsa Famlia paga de R$ 89 a R$ 205 por ms s famlias. Guedes disse que o benefcio poder ser retirado na Caixa, nas agncias do INSS ou por meio de aplicativo. O ministro explicou que os R$ 15 bilhes viro do espao fiscal a ser aberto no Oramento da Unio pelo decreto de estado de calamidade pblica..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.