Imagens mostram coronavírus atacando células humanas

O Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos (NIAID) disponibilizou novas fotos do novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19, no momento em que ele ataca células humanas. As imagens foram feitas usando um microscópio eletrônico e coloridas digitalmente.

De acordo com o NIAID, os registros foram feitos a partir do material coletado de um paciente norte-americano, quando as células entraram em apoptose, processo também conhecido como morte celular. Nas fotos, o vírus SARS-CoV-2 (pontinhos) está na superfície das células (estrutura maior).

A imagem mostra que o vírus é minúsculo se comparado às células do nosso corpo. Isso porque esses organismos são estruturas simples: o coronavírus consiste em uma única cadeia de RNA (material genético) coberta por uma bicamada lipídica e picos de proteína — as chamadas proteínas spike.

 

 

Ainda assim, esses agentes infecciosos podem causar danos reais em quem for infectado. Para contaminar uma célula, os coronavírus usam sua proteína spike para se ligar à membrana celular do hospedeiro. Uma vez dentro, o vírus passa a comandar a célula, obrigando-a a replicar seu material genético milhares de vezes.

Isso acontece até que, eventualmente, a célula hospedeira fica sobrecarregada e morre, causando uma "inundação" de material genético do vírus no organismo, o que leva à contaminação de novas células. E é exatamente essa parte do processo que a NIAID capturou nas novas imagens.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.