Bolsonaro autoriza uso das Foras Armadas no Cear

O presidente da Repblica voltou a defender o excludente de ilicitude, que exclui culpa de condutas ilegais de agentes de segurana em determinadas circunstncias

Das ag[email protected] | @jornalovale

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que institui GLO (Garantia da Lei e da Ordem) no Ceará no fim da tarde desta quinta-feira, que autoriza o envio das Forças Amardas, após tumultos e protestos realizados pela Polícia Militar que está em greve no estado.

A informação foi anunciada pelo presidente ao chegar no Palácio da Alvorada. "Acabei de assinar a GLO para Fortaleza. O governador (Camilo Santana) preencheu os requisitos", disse Bolsonaro a jornalistas.

O estado enfrenta série de protesto com greve da Polícia Militar. As missões de GLO ocorrem nos casos em que há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em graves situações de perturbação da ordem. A Força Nacional de Segurança Pública já chegou ao estado.

Em seguida, o presidente afirmou que o governo precisa do Parlamento para que seja aprovado o excludente de ilicitude, que acabou ficando de fora do pacote anticrime defendido pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Bolsonaro disse que a medida poderia dar amparo aos militares que irão atuar no Ceará durante operações de GLO.

A medida exclui a culpa de condutas ilegais em determinadas circunstâncias. O artigo defendido pelo ministro afirmara que "não há crime quando o agente de segurança pratica o fato em estado de necessidade; em legítima defesa; em estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular de direito".

"Deixo bem claro uma coisa, a gente precisa do Parlamento para que seja aprovado o excludente de ilicitude. Minha consciência fica pesada nesse momento porque tem muito jovem de 20 anos de idade que está na missão (da GLO). É uma missão que se aproxima a uma de guerra", disse o presidente.

SID GOMES.

Sobre o episódio envolvendo o senador Cid Gomes (PDT-CE) - que foi baleado quarta após tentar invadir quartel tomado por policiais amotinados -, o presidente disse que "/imagens valem mais do que milhões de palavras".

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) saiu em defesa da atitude do irmão. "Nós aqui vamos enfrentar com a arma que for necessária", afirmou o político..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.