Terremoto no Irã deixa pelo menos cinco pessoas mortas e mais de 300 feridos

SUSTO. O número de mortes causadas por um terremoto de magnitude 5,9 que atingiu o noroeste do Irã na madrugada desta sexta-feira subiu para cinco, enquanto o número de feridos já ultrapassa 300, informaram as autoridades locais.

No início da manhã, a televisão estatal iraniana informava que eram três mortos e 20 feridos.

Segundo o Centro Sismológico do país, o terremoto atingiu o condado de Tark, na província do Azerbaijão Oriental às 2h17 (hora local), área que fica a cerca de 400 quilômetros de Teerã.

Mais de 40 tremores secundários sacudiram depois a região rural, situada nas montanhas Alborz, o que levou os moradores a deixar as suas casas em pânico.

O terremoto feriu pelo menos 312 pessoas, informou a televisão estatal, adiantando que apenas 13 foram hospitalizadas. Trinta casas foram destruídas.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos registrou o epicentro do terremoto a 10 km de profundidade, explicando que os tremores com pouca profundidade tendem a causar mais danos.

O Irã fica localizado em uma região propensa a sismos e registra, em média, um terremoto por dia.

Em 2003, um tremor de magnitude 6,6 arrasou a cidade histórica de Bam, matando 26 mil pessoas..

 

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.