Lula deixa a Superintendncia da PF em Curitiba

Ex-presidente deixa a carceragem na capital do Paran aps cumprir 580 dias de pena; sada ocorre aps STF derrubar priso aps condenao em segunda instncia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a Superintendência da PF (Polícia Federal) na tarde desta sexta-feira (8) em Curitiba. A saída ocorreu por volta das 17h40 e é seguida de cumprimentos às centenas de militantes que aguardam pelo petista na vigília conhecida como 'Lula Livre'.

A soltura do ex-presidente foi determinada pela Justiça Federal com base na decisão proferida na quinta-feira (7) pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância. 

Em janeiro do ano passado, a condenação de Lula, proferida em primeira instância pelo então juiz Sergio Moro, foi confirmada e a pena aumentada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal, para 12 anos e um mês de prisão - oito anos e quatro meses pelo crime de corrupção passiva e três anos e nove meses pela lavagem de dinheiro.

Em abril deste ano, a pena de corrupção foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para cinco anos e seis meses, enquanto a de lavagem ficou em três anos e quatro meses, resultando nos oito anos e dez meses finais. Em Curitiba, Lula chegou a cumprir 580 dias de pena. 

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.