Bolsonaro pede para apoiador 'esquecer' PSL e Bivar

O PSL investigado por ter usado candidatas-laranjas nas eleies mulheres que teriam sido colocadas como candidatas para cumprir a cota eleitoral obrigatria e usadas para recolher recursos do fundo eleitoral

Das ag[email protected] | @jornalovale

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira para um apoiador esquecer o PSL, seu partido. O momento ocorreu na frente do Palácio do Alvorada quando um jovem se aproxima do presidente para gravar um vídeo. Ele se apresenta como pré-candidato pelo PSL e fala: "Eu, Bolsonaro e Bivar junto por um novo Recife". Luciano Bivar é deputado federal por Pernambuco e presidente do partido.

"Esquece o PSL", cochichou o presidente logo depois no ouvido do apoiador. "Não divulga isso não, ele tá queimado pra caramba", diz em seguida.

O PSL agora é investigado por ter usado candidatas-laranjas nas eleições — mulheres que teriam sido colocadas como candidatas para cumprir a cota eleitoral obrigatória e usadas para recolher recursos do fundo eleitoral.

Na semana passada, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, foi indiciado pela Polícia Eleitoral e denunciado pelo Ministério Público como autor do esquema em Minas Gerais, mas foi mantido no cargo pelo presidente. Luciano Bivar é investigado em Pernambuco em esquema semelhante.

A declaração do presidente gerou um efeito cascata e causou mal-estar dentro do partido. O senador Major Olímpio (SP), líder do PSL no Senado, mostrou grande surpresa com as afirmações do presidente.

"Só posso dizer que fiquei perplexo. Eu não sei a motivação oficial do presidente. Só o presidente pode esclarecer a manifestação dele", afirmou.

Olímpio disse que falou com Bivar, com o vice-presidente do partido, Julian Lemos (PB), e com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, para "saber qual seria o sentido ou a intenção em relação a isso".

Antes da divulgação do vídeo, Olímpio havia falado ao portal UOL sobre uma possível saída do presidente do PSL. "Eu não vejo o presidente saindo do partido. Seria a mesma coisa que morar sozinho e fugir de casa", afirmou o senador.

O senador disse não acreditar que Bolsonaro possa deixar o PSL por duvidar que o presidente tenha outro partido "que tenha a robustez que criou exatamente por causa dele". "Ou vai começar do zero em outro partido e aí não vai conseguir ter o tamanho da robustez que ele construiu. Ou vai para uma legenda já maior e não vai conseguir ter a garantia de ser o personagem principal e, tão disparadamente, diferenciado de todos os demais como ele é no PSL", comentou.

Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) reagiu às declarações do senador sobre seu pai. "Fico estarrecido da maneira como este senhor trata o presidente hoje! Ninguém é imune a críticas, mas meu Deus! É surreal", escreveu o vereador em seu perfil do Twitter..

 

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.