Logo Jornal OVALE

Alerj ajudará na reconstrução do Museu Nacional

Agência Brasil | [email protected]

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vai ajudar na reconstrução do Museu Nacional, com cerca de R$ 20 milhões, que devem ser destinados ao telhado e à fachada do Palácio Paço de São Cristóvão. Um incêndio ocorrido em 2 de setembro do ano passado destruiu parte do acervo do museu e causou o desabamento das lajes do prédio histórico, que serviu de residência para a família imperial do Brasil no Século 19.

Segundo a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa, os recursos serão liberados após a apresentação de um projeto básico de reconstrução e do processo licitatório para realizar o trabalho. "As verbas serão disponibilizadas à medida que as etapas do projeto forem executadas", informa a Alerj em nota.

A ajuda foi acertada em uma reunião realizada ontem (30) no gabinete do presidente da Alerj, André Ceciliano (PT). Participaram do encontro a reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Pires Carvalho, e o diretor do museu, Alexander Kellner, além dos parlamentares Waldeck Carneiro (PT) e Renan Ferreirinha (PSB), que integram a Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj.

Com 201 anos, o Museu Nacional é a mais antiga instituição científica do Brasil e conta com um acervo vasto e relevante, que vai da história natural à antropologia, somando mais de 20 milhões de itens.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.