Logo Jornal OVALE

CPMI convoca aplicativos WhatsApp e Telegram

APLICATIVOS. O Congresso aprovou nesta terça a convocação dos aplicativos de mensagem instantânea WhatsApp e Telegram para que prestem esclarecimentos sobre a produção e disseminação de notícias falsas. Os requerimentos foram colocados em votação na CPMI das Fake News à revelia da tentativa de obstrução do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. A sigla tentou adiar a análise das convocações com uma série de pedidos à presidência da comissão. A tática, no entanto, não deu resultado.

O PSL se opõe à finalidade da comissão mista: investigar a produção e disseminação de notícias falsas e a prática de cyberbulling contra autoridades e cidadãos. Isso porque a CPMI também vai apurar o compartilhamento de fake news durante a eleição presidencial do ano passado, o que incomoda os correligionários de Bolsonaro.

Os pesselistas argumentam que não há "fato determinado" para a criação da CPMI e alegam que a comissão tem caráter político. "Estão querendo fazer um tribunal de exceção para julgar o presidente e julgar a sua campanha", afirmou a deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Carla e outros parlamentares do PSL, como o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), formaram uma espécie de tropa de choque do partido na tentativa de obstruir a reunião..

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.