Logo Jornal OVALE

Para economista, acordos flexibilizam protecionismo

Acordos de livre comrcio entre blocos como o da Unio Europeia com o Mercado Comum do Sul Mercosul garantem acesso a mercados, avaliou a economista franco-britnica Emily Rees

Kelly Oliveira Agncia Brasil | @jornalovale

Em meio ao crescente protecionismo pelo mundo, acordos de livre comrcio entre blocos como o da Unio Europeia com o Mercado Comum do Sul (Mercosul, formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) garantem acesso a mercados, avaliou a economista franco-britnica Emily Rees, ex-adida da Frana no Brasil, no 7 Frum de Agricultura da Amrica do Sul - Da Produo ao Mercado - Global e Sustentvel. O acordo entre Unio Europeia e Mercosul foi fechado em junho."Em um mundo com protecionismo crescente, tem que buscar esses contratos de comrcio entre os blocos. Isso assegura o acesso, a abertura de mercados que esto se fechando", disse.

Para Emily Rees, o acordo de livre comrcio dar impulso ao comrcio exterior. Entretanto, ela destacou tambm as negociaes, j avanadas, do Mercosul com Canad, Cingapura e Coreia do Norte, alm das expectativas de negociao com o Japo. A economista considera "um avano" a concluso das negociaes de acordo de livre comrcio entre o Mercosul e o EFTA, bloco de pases europeus formado por Sua, Noruega, Islndia e Liechtenstein.

Emily Rees lembrou que a Unio Europeia e o Mercosul representam 25% do Produto Interno Bruto (PIB) global. "So 773 milhes de pessoas com variedade de demandas e de produtos", ressaltou. Outro aspecto destacado pela economista que a Unio Europeia um "mercado qualificador". "O produto exportado para o Mercosul 'ganha um selo de qualidade' para exportar para o mundo inteiro, ou seja, abre outros mercados", ressaltou.

A representante da CAS (Conselho Agropecurio da Amrica do Sul), formado pelos ministros de Agricultura da Argentina, Bolvia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Maria Noel Ackerman, afirmou que a Unio Europeia um parceiro comercial estratgico. "A Unio Europeia um dos principais demandantes de produtos de bens de base agrria - 18% das vendas de bens base agrria do Mercosul vo a esse destino", afirmou..

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 7,5 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.