Logo Jornal OVALE

Alternativa ao governo não tem credibilidade no mundo, afirma Macri

GOVERNO. O presidente da Argentina, Mauricio Macri, criticou nesta segunda-feira a oposição representada pelo grupo da ex-presidente Cristina Kirchner. Segundo ele, o kirchnerismo "não tem credibilidade no mundo", o que foi mostrado na reação dos mercados ao resultado das primárias do domingo. "Os votos contra nós representam descontentamento com as medidas dos últimos anos", admitiu Macri, mas também defendendo a necessidade do ajuste conduzido por ele para dar mais condições ao crescimento econômico futuro.

Macri tentou em alguns momentos soar otimista, dizendo que a eleição de 27 de outubro "será a oportunidade para mostrar que a mudança continua". Houve euforia na sexta-feira nos mercados, com as pesquisas "equivocadas" segundo as quais o governo iria bem, lembrou. Nesta segunda-feira, porém, a vitória por 15 pontos porcentuais de diferença da chapa encabeçada por Alberto Fernández e com Cristina como vice provocou forte movimento de fuga de ativos do país, com mínimas recordes do peso argentino. "Hoje tivemos um dia muito ruim, estamos mais pobres", comentou.

O presidente disse que orientou sua equipe econômica a adotar medidas para "cuidar dos argentinos"..