Cremao torna-se opo de despedida digna para os animais

Servio cresceu com humanizao do pet

Da Redao | @jornalovale

O Artigo 13, inciso II da Lei 7815/2009 SJC é claro: “é proibido depositar ou lançar (animais mortos) em qualquer área ou terrenos, ruas e vias de trânsito, jardins, parques, praças e outros logradouros públicos, bem como ao longo ou no leito de rios, canais, córregos, lagos, depressões, boca-de-lobo, poços de visita e, em outras partes do sistema de águas pluviais e de coleta de esgoto”. Trocando em miúdos, não é permitido que se enterre o animal de estimação nem mesmo no quintal da sua casa. Mas, afinal, como se despedir de seu pet de forma digna?

Foi com o objetivo de oferecer ao tutor uma possibilidade de despedida mais “humana” é que empresas passaram a apostar na cremação. “Hoje, pets já são membros da família. Pensando nisso, desenvolvemos planos que proporcionam a certeza de tranquilidade quando a hora da partida chegar”, conta Ligia Ribeiro de Almeida, porta-voz da Pet Vale, empresa especializada na área instalada na região do Vale do Paraíba.

Urnas ornamentadas e ambiente aconchegante, preparado para a despedida, fazem parte do pacote. “Nós temos a sala do velório, onde pode ser realizado o ritual de despedida por 40 anos antes da cremação. O tutor então escolher se o corpo do pet vai ser cremado coletiva ou individualmente e em qual urna será depositado seus restos mortais”, continuou.

Costumeiramente, empresas oferecem dois tipos de plano: emergencial e preventivo. Os valores variam conforme a região e o porte do animal. 

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.