Indstria de aluguel por temporada confia numa retomada

Com o turismo afetado em todo o pas, o setor de aluguel de imveis por temporada vive momentos de incerteza e tenso

Brbara Stephanie Monteiro | @Barbara_Ovale

Mais frutífero que o aluguel tradicional, o setor de locações de imóveis por temporada também vem sofrendo forte impacto devido a pandemia. De acordo com Marcelo Borges, diretor de Condomínio e Locação da Abadi (Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis), este têm sido um período anômalo e inesperado.

“Ainda não temos dados comparativos em relação ao ano anterior, mas a sensibilidade remete a uma forte queda e não podemos prever o que irá acontecer com o mundo e o país após a pandemia”, afirmou o especialista.

Ainda segundo Borges, este é um momento prematuro para fazer qualquer perspectiva, pois não se sabe o tempo que irá durar o estado de calamidade e as consequentes medidas do isolamento social.

No entanto, o diretor está confiante que em breve o segmento terá uma boa retomada. “Vale lembrar que como a crise não teve como fonte um colapso econômico e, sim, de saúde com consequências na economia, podemos olhar para o horizonte com maior rapidez na recuperação”, enfatizou ele.

A associação orienta que neste período as empresas analise com maturidade seus custos e fluxo de receitas, otimizando processos. “Talvez estejamos em uma época propicia de quebra de paradigmas na qual poderá ser ditado o ritmo de empresas modernas e preparadas”. “O importante é que a mercadoria imóvel ainda estará lá para movimentar a rentabilidade futura quando renovarmos o ciclo da recuperação para darmos início ao da expansão”, cravou Borges. 

Luz no fim do túnel.

Em meio a tantas notícias desanimadoras, estratégias estão sendo criadas para driblar a crise. A plataforma Airbnb (Air Bed and Breakfast), por exemplo, criou um fundo de US$ 250 milhões (cerca de R$ 1,45 bilhão) para ajudar os anfitriões a cobrir o custo dos cancelamentos relacionados à pandemia. Além disso, a startup também deixou de cobrar todas as taxas de serviço de cancelamentos para ambos clientes.

Ainda de acordo com a empresa, em várias cidades do Brasil está havendo um aumento na demanda por estadias mais longas nos mesmos municípios em que residem, especialmente com o objetivo de preservar-se do contágio. “Em março, o número de reservas mais longas (acima de 28 dias) foi 24% maior que no mesmo período do ano passado. Entre os perfis de hóspedes, estão idosos, famílias e universitários”, informou a Airbnb em nota.

Para a plataforma embora esteja claro um impacto no setor turístico, essa indústria é umas das maiores e mais resilientes do mundo, e vai se recuperar.

Caminhos.

Celso Basílio, especialista em direito do consumidor, afirma que muitas firmas tem suas politicas favoráveis ao consumidor. “Essas plataformas estão divulgando em seus sites as condições de remarcações e reembolso integral das compras. Entretanto, caso o cliente se depare com uma situação em que não esteja regrada na normas de cancelamento da empresa, ele pode procurar o canal de suporte do site ou o canal oficial do direito do consumidor, na qual a mediação feita de forma rápida e via web”, disse Basilio.

Assinar OVALE

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi to lido. So mais de 23 milhes de acessos por ms apenas nas plataformas digitais, alm da publicao de quatro edies impressas por dia. O importante que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem lder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crtico, plural, moderno e apartidrio. Informao com credibilidade, imprescindvel para a construo de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notcia a verdade. E ns assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalstica da regio.