Bater a porta do carro com força pode causar estragos no veículo?

OVALE foi atrás de um especialista em engenharia automotiva esclarecer a questão

Paula Maria Prado | @paulamariaprado

“Não tem geladeira em casa, não?”. Se você já usou a força além do necessário para fechar a porta do carro, possivelmente já ouviu esse clássico. Aliás, se você é um condutor cuidadoso com seu veículo já disse essa frase para alguém. Mas, será que bater a porta do carro com mais força do que o necessário pode mesmo danificar o veículo? Para responder essa pergunta, fomos atrás de um especialista.

De acordo com o engenheiro Rodrigo Calixto, da funilaria e mecânica Scuderia GWR, de São José dos Campos, desde a fase de projeto do carro pelo fabricante, tais ocorrências são previstas, assim, há a preocupação de que pancadas não danifiquem o veículo. Mas, ainda assim, é prudente não exagerar.

“Nenhuma parte da porta vai quebrar de uma hora para outra por causa de uma batida mais forte. Todas as peças que compõe a porta do veículo são projetadas e testadas para suportar essas pancadas”, afirmou o especialista.

“Entretanto, ainda que eventuais batidas mais fortes de porta não causem danos imediatos ao veículo ou aos componentes da porta, impactos dessa natureza de forma constante podem promover algum problema a longo prazo, como alguns ruídos ao abrir e fechar a porta e/ou com o carro em movimento”, continuou. Nada, porém, que uma manutenção simples não possa corrigir.

Assinar OVALE é

construir um Vale melhor


OVALE nunca foi tão lido. São mais de 7,5 milhões de acessos por mês apenas nas plataformas digitais, além da publicação de quatro edições impressas por dia. O importante é que tudo isso vem sempre com o DNA editorial de quem é líder em todas as plataformas, praticando um jornalismo profissional, independente, crítico, plural, moderno e apartidário. Informação com credibilidade, imprescindível para a construção de uma sociedade mais livre e mais justa, em um tempo em que a democracia é posta em risco por uma avalanche de fake news. Aqui a melhor notícia é a verdade. E nós assinamos embaixo. Assine OVALE e ajude-nos a ampliar ainda mais a melhor cobertura jornalística da região.